9.7.17

Atenção senhores, abriu a época balnear na Praia das Pastoras!


Este ano, o prestimoso município portuense presenteou-nos, no começo da época balnear, com um belíssimo tapete de asfalto que permite estacionar automóveis numa zona de peões em sã convivência com bicicletas, cadeiras de rodas, carrinhos-de-bebé e gente apeada a passear à beira-mar. Se isto não servisse para mais nada, provaria que a demarcação de pistas para circulação de veículos de duas rodas ao longo da frente marítima do Porto, não passa de um capricho de alguém que não tem que fazer ao dinheiro.

Mas não é tudo. Os cidadãos podem ainda usufruir de duas grandes placas informativas desajustadas do local, dois inestéticos contentores-de-lixo (cenários que não quereríamos em nossa casa) e uns sanitários profusamente decorados, providos de um varandim donde se domina a praia. A avaliar pelo que observamos no local, estes sanitários devem ser um êxito. Para completar o cenário descrito, pendem, dos lampiões de iluminação pública, uns panos cor de sangue com apelos ao consumo de álcool.

Agradeçamos pois, aos pelouros do Ambiente e da Mobilidade do município, esta intervenção digna de qualquer cidade concorrente à localização da Agência Europeia do Medicamento, a que o Porto de propõe.

22.5.17

Lado a lado


Sim, é lado a lado que pode observar-se o contraste entre a loja que se esforça por vender conforto e a realidade exposta duas portas adiante, na rua de Júlio Dinis. Esta artéria, que foi próspera até um passado recente e hoje está quase sem moradores e com várias lojas devolutas, é um espelho do que se passa na zona da Boavista e um pouco por toda a cidade. A população continua a abandonar o Porto por não ter meios para fazer frente à sempre crescente especulação imobiliária, e alguns dos que ficam arrastam-se pelas ruas sem condições de subsistência. Basta estar atento para observar que, apesar da propaganda oficial, não há European Best Destination, ou melhor, não há circo que esconda a falta de pão.



19.4.17

Horrores urbanos à moda do Porto


VI - Rua General Sousa Dias

Houve um tempo em que o conceito de urbanismo passava por demolir, construir de novo e facilitar a circulação automóvel. Foi assim que aconteceram as demolições documentadas nas imagens, dando origem ao viaduto de Duque de Loulé. Quer dizer, cumpriu-se uma premissa, a do incentivo ao uso do automóvel, deixando a de refazer cidade para melhores dias. Isto foi há 52 anos, no coração do Porto. De então para cá, com tantas juras juradas de amor pela cidade e declarações de boas intenções, não houve um único responsável político municipal que acabasse de vez com este horror urbano, onde até as palmeiras, única nota de graça ali existente, desistiram de viver.





Etiquetas

A Brasileira Avenida da Ponte Avenida de Vímara Peres Bairro do Aleixo Calçada da Corticeira Câmara Municipal do Porto Carregal Cinema Águia d'Ouro Clérigos Cordoaria Edifício Imperial Fontainhas Fontes do Porto Fontinha Grafismos Guindais Horrores urbanos à moda do Porto Jardim Botânico Largo do Moinho de Vento Largo do Terreiro Largo dos Lóios Livrarias Mamarrachos Mercado do Bom Sucesso Miragaia Monumento a António Nobre O chão surrado O Porto a oriente O Porto não é a Disneylândia O Rapto de Ganimedes Outros temas Pena Ventosa Polícia de Segurança Pública Ponte Maria Pia Porto Património Mundial Praça da Batalha Praça da Liberdade Praça da República Praça da Ribeira Praça de Almeida Garrett Praça de Carlos Alberto Praça de Gomes Teixeira Praça de Lisboa Praça do Infante Praça dos Poveiros Rua Barão de Nova Sintra Rua da Bainharia Rua da Madeira Rua da Ponte Nova Rua da Reboleira Rua das Flores Rua das Taipas Rua de 31 de Janeiro Rua de Álvares Cabral Rua de Ceuta Rua de Cimo de Vila Rua de Fernandes Tomás Rua de Gonçalo Cristóvão Rua de Júlio Dinis Rua de Miguel Bombarda Rua de Mouzinho da Silveira Rua de Passos Manuel Rua de S. Bento da Vitória Rua de S. João Novo Rua de S. Miguel Rua de Sá da Bandeira Rua de Sá Noronha Rua de Sampaio Bruno Rua de Santa Catarina Rua de Trás Rua de Trindade Coelho Rua do Almada Rua do Bonjardim Rua do Cativo Rua do Infante D. Henrique Rua dos Caldeireiros Rua dos Mercadores Rua dos Pelames Sem Abrigo Terreiro da Sé Travessa da Rua Chã V.N.Gaia Viela do Anjo Viela do Buraco Virtudes Vitória

Não deixe de visitar

Acerca de mim

A minha foto
Uma vida ao serviço da comunicação empresarial, como videógrafo, fotógrafo, designer e copywrighter.

Seguidores